A educação é a base para desenvolver habilidades vitais nos jovens (como a convivência com o “outro” e a criatividade para lidar com os desafios), mas nem sempre é fácil motivá-los a estudar diariamente, não é mesmo? Porém, há um método que consegue reverter a situação e ajudar os alunos a se encantarem pelo conteúdo das disciplinas: é o caso da atividade prática.

Neste texto, compreenda o que é a aula prática — a qual, geralmente, envolve a utilização de equipamentos e materiais no colégio —, quais são as atividades que podem ser desenvolvidas nesse processo, como contribuem para a vida estudantil e que competências agregam ao conhecimento curricular.

Por fim, descubra como professores e escolas que investem em recursos tecnológicos ampliam a experiência de aprendizagem com a mão na massa, criando aulas práticas não apenas em matérias como Química e Física, mas também em História e Geografia. Ficou interessado? Comece a leitura agora mesmo e conheça mais sobre esse tema tão instigante! 

Quais atividades práticas as crianças podem fazer no colégio?

O ensino não envolve apenas o professor e os livros didáticos, mas outras estratégias para melhorar a compreensão dos alunos sobre leis científicas e assuntos curriculares. Nesse sentido, uma possibilidade para instigar os alunos é a aula prática. Contudo, você deve estar se perguntando o que isso significa. O conceito tem a ver com o uso geral de equipamentos e materiais na escola.

Considerada uma metodologia ativa, a aula prática (que integra a também chamada “cultura maker”) relaciona aspectos teóricos a conhecimentos obtidos de forma empírica, com a mão na massa. O principal objetivo do método é a fixação de conteúdo por meio da experiência, a qual leva os pequenos a fazerem novas conexões com o mundo e a perceberem a educação formal de maneira criativa.

Assim, disciplinas diretamente ligadas ao uso de laboratório — como, tradicionalmente, é o caso de Biologia, Física e Química — são as campeãs em termos de aula prática, mas o corpo docente pode inovar e trazer conteúdos de outras matérias para a sala de experimentação.

Como as atividades contribuem para o crescimento dos pequenos?

Engana-se quem pensa que a aula prática é um recurso para comprovar apenas o que foi visto em sala. Muito pelo contrário! O método vai além da comprovação da teoria e deve servir para motivar os alunos, mostrando a eles que o conhecimento é a base das relações sociais e a mediação do homem com o universo.

Dessa forma, as melhores escolas estão equipando os laboratórios, desde os mais tradicionais até os tecnológicos, para focar no desenvolvimento escolar e humano dos pequenos. Afinal de contas, nada mais interessante do que mostrar que a educação faz parte do dia a dia dos jovens e tem tudo para lhes proporcionar não apenas conteúdo, mas olhares instigantes sobre a vida.

Que competências podem ser desenvolvidas nas atividades práticas?

Colocar a mão na massa é essencial para motivar os alunos a estudar e, inicialmente, a aula prática consegue melhorar a fixação do conteúdo visto em sala. No entanto, existem outras habilidades que essa metodologia da cultura do “faça você mesmo” (desde que sob orientação do professor) consegue desenvolver. É o caso da análise de dados e da motivação para investigação científica.

No laboratório ou no trabalho de campo, os jovens conseguem testar hipóteses teóricas e até mesmo avançar no estudo de determinadas matérias. Depois, voltando à sala, é possível discutir os resultados preliminares com os colegas e aumentar a capacidade de convivência e respeito ao grupo, uma vez que a discussão pode levar a diferentes conclusões sobre o mesmo assunto.

Quais as principais atividades que são desenvolvidas em laboratórios?

A maior parte das pessoas liga a disciplina de Ciências (ou o estudo de Biologia, Química e Física) às atividades práticas. E o pensamento é bastante compreensível, uma vez que tais matérias lidam com equipamentos a todo instante para comprovar leis científicas. Todavia, as aulas práticas também podem aprofundar assuntos de Matemática, Geografia e História!

Ciências

Inicialmente, o uso do laboratório de ciências consegue fazer com que o conhecimento seja atrativo para crianças e adolescentes. O efeito é positivo, despertando a curiosidade e o olhar crítico de crianças e adolescentes sobre fenômenos da natureza, do funcionamento biológico, de questões físicas e reações químicas.

Matemática

Os números estão por toda parte e ajudam a civilização a vencer desafios diariamente. É inegável que a matemática faz parte da vida, apesar de nem sempre os estudantes se darem conta dos efeitos práticos dessa ciência. Logo, a matéria tem muito a contribuir em atividades práticas, nas quais o professor pode apostar em experiências com formas geométricas e cálculos numéricos.

Geografia

É importante que os professores busquem inovar e dar outros enfoques às aulas práticas, usufruindo dos seus efeitos positivos na aprendizagem. Informações sobre vegetação, solo e rochas, por exemplo, podem ser trabalhadas em uma visita a campo, seja um jardim botânico, um parque geológico e até mesmo o espaço ao redor da escola.

Dentro ou fora do laboratório, a oportunidade consegue trabalhar assuntos da geografia de uma maneira criativa e multidisciplinar, deixando o recado sobre a importância dessa e de outras disciplinas para os jovens no dia a dia.

História

O conteúdo de história pode exigir bastante memorização dos estudantes, seja em relação a eventos, seja no estudo de personagens significativos para a sociedade, seja na sensibilização sobre os efeitos do passado no presente.

Contudo, nem sempre os professores conseguem despertar a sagacidade dos alunos para a matéria, o que pode ganhar nova perspectiva com aulas práticas. Visitas a museus e a edifícios históricos, por exemplo, contribuem para despertar a curiosidade e melhorar o senso crítico dos alunos.

Você aprendeu, neste conteúdo, sobre o potencial das aulas práticas na educação. A metodologia, que envolve o uso de equipamentos no colégio, é uma poderosa ferramenta para desenvolver habilidades como a investigação científica. Conte com uma escola que investe em laboratórios e trabalhos de campo e motive ainda mais os jovens a exercitar novos olhares sobre o conhecimento.

Agora que sabe o papel da atividade prática na educação e por que essa metodologia empírica enriquece o aprendizado dos estudantes, entre em contato com o Colégio Arnaldo (nas unidades Anchieta e Funcionários) e saiba como o método prático pode fazer parte da vida escolar dos seus filhos em Belo Horizonte!

Powered by Rock Convert