como dizer não aos filhos

Aprenda como dizer não aos filhos e colocar limites nas suas ações

A criança pede um doce, mas você sabe que aquele não é o momento de comer guloseimas. O que fazer? Muitos pais ficam confusos e têm medo de deixar os pequenos infelizes. É aqui que mora o problema — então, é preciso saber como dizer não aos filhos, para eles crescerem mais preparados para a vida.

No entanto, alguém pode pensar: mas é só um docinho? Por que não ceder? Porque a família tem o papel de educar as crianças. Sendo assim, de que forma agir nessa situação sem se sentir culpado?

Para os pais, as mães e os responsáveis que buscam essa resposta, preparamos este post. Continue a leitura e entenda como promover uma boa formação dos pequenos, envolvendo a imposição de limites, mas sem deixar de lado o afeto.

Por que é importante aprender a como dizer não aos filhos?

Queremos ver as crianças sempre felizes, não é mesmo? Entretanto, como fica essa questão quando elas exigem algo por capricho, fazem birras ou estão em perigo? É preciso saber dizer não.

Imagine a criança querer um brinquedo novo toda semana. Você vai atender? Se atendê-la, ela vai crescer pensando que tem todos os seus desejos atendidos e não dará valor para o que tem.

Outra situação: o pequeno quer comer doces e tomar refrigerante no lugar de fazer uma refeição saudável. Se os pais aceitarem, ele pode desenvolver doenças como diabetes, colesterol alto, obesidade e também problemas de saúde bucal. Aqui, aprender a como dizer não é uma forma de protegê-lo, de modo que cresça saudável.

Desenvolvimento infantil

É necessário entender que o “não” tem o seu lado positivo para o desenvolvimento infantil. A vida é cheia de frustrações e, de modo a crescer saudável e sabendo lidar com as adversidades, o ser humano precisa ter limites. No futuro, haverá decepções, como não ser aprovado no vestibular, não conseguir um emprego ou ainda receber uma resposta negativa em alguma circunstância.

Ao crescer consciente da possibilidade de não ter tudo o que quer, o seu filho se torna mais resiliente, aprende a respeitar a escolha do próximo e também melhora sua socialização, pois ele descobre a importância de ouvir o outro. Aprende ainda a contornar situações e até a defender seu ponto de vista.

Como dizer não às crianças da maneira adequada?

Até aqui falamos da importância de aprender a como dizer não aos filhos. Mas de que maneira fazer isso? Veja a seguir algumas dicas para passar por esses momentos de forma tranquila.

Pondere quando é hora de dizer não

Impor limites é fundamental, mas é necessário não generalizar. O excesso de “não” pode intimidar a criança, prejudicando o desenvolvimento da sua autonomia. Por exemplo, ela escolhe a camiseta azul, mas você queria que colocasse a vermelha. Será que nessa hora vale falar não?

Na tarefa escolar, ela está colorindo o desenho e utiliza azul para pintar a copa de uma árvore. Também não é o caso de falar não, pois ela está exercitando a criatividade.

Faça isso com calma

Devido à rotina corrida das famílias, muitas vezes, é mais fácil só falar o não, do que parar, respirar fundo e conversar com a criança, prezando pelo equilíbrio emocional. Contudo, o recomendado é ficar na altura do pequeno, não gritar e mostrar que sua ação é para o bem dele, sempre de maneira carinhosa.

Principalmente em relação aos mais crescidinhos, não adianta saber como falar não, mas deixar de explicar o motivo. Seu filho deve entender por que não pode fazer determinada ação ou não ter o desejo atendido, até para não repetir o comportamento depois.

Claro que, em momentos perigosos, como o pequeno mexendo no fogão ou abrindo um frasco de medicamento, é necessária uma ação rápida e enérgica, interrompendo o que ele está fazendo ao tirá-lo de perto de algum risco. No entanto, mesmo nesses casos, vale sentar com ele na sequência e conversar sobre o ocorrido.

Deixe seu filho participar da decisão

Calma, ninguém está falando de ser permissivo, mas, se possível, crie um combinado com o pequeno. Por exemplo: ele se recusa a realizar o dever de casa e você diz que ele precisa fazer para aprender e ter um bom rendimento escolar. Contudo, muitas vezes, essa justificativa não tem efeito.

Então, que tal combinar assim: quando a criança finalizar a lição, vocês fazem algo juntos, como brincar ou fazer uma leitura em família com o livro preferido dela. É uma forma de dar uma recompensa pelo esforço de seu filho.

Reforce o bom comportamento

Explicamos o motivo de falar não para o bom desenvolvimento infantil. Contudo, é importante também sempre reforçar um comportamento adequado. Se a criança arrumou a cama, guardou os brinquedos, fez a tarefa escolar ou colocou a comida para o cachorro, elogie bastante. Essa atitude estimula a autoestima dela, pois a faz acreditar que é capaz de realizar coisas por conta própria.

Não volte atrás de sua decisão

Você falou não e a criança começou a chorar. Então, o coração aperta e dá vontade de voltar atrás, não é? Mas é essencial ser firme em sua decisão. Saiba que a birra e o choro passam depois de alguns minutos e que a sua atitude foi necessária para ensinar valores ao seu filho. Portanto, nada de culpa!

Em quais situações é preciso colocar limites aos pequenos?

Quando falar não para os filhos é extremamente necessário? Veja abaixo:

  • situações de birra;
  • momentos em que ele está em perigo;
  • quando demonstra um mau comportamento, principalmente com outras crianças;
  • na hora em que desrespeita outras pessoas;
  • em exigências bobas, como ficar mais tempo no videogame;
  • quando se recusa a fazer as tarefas e trabalhos escolares ou pequenas obrigações domésticas;
  • em ações de desrespeito ao meio ambiente, como jogar o lixo no chão.

É função dos pais e responsáveis educar as crianças com afeto e limites. Por isso, aprender a como dizer não aos filhos é fundamental para que eles desenvolvam habilidades socioemocionais e cresçam mais conscientes de seu papel na sociedade e prontos para lidar bem com os desafios do futuro.

Gostou do nosso post? Então, vai gostar também de saber por que é importante e como estimular o diálogo com os filhos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.