correção da redação do enem

Correção da redação do Enem: veja quais são os critérios analisados

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é considerado um dos maiores vestibulares do país. O caderno de redação é uma das partes mais esperadas e comentadas da prova, sendo que sua nota é requisito obrigatório para a aprovação.

Para ter um bom resultado no exame, é importante conhecer os critérios que são analisados pela banca examinadora. Os candidatos devem estar atentos ao que é cobrado, aumentando, com isso, as chances de conquistar uma vaga no ensino superior. 

Acompanhe a seguir e confira quais são os principais critérios de correção da redação do Enem!

Como funciona o processo de correção da redação do Enem?

Os avaliadores do Enem têm a função de atribuir uma nota de 0 a 200 pontos em cada um dos critérios definidos pelo exame, sendo que cada redação é revisada por duas pessoas diferentes. Assim, a nota final da prova é dada pela média aritmética da pontuação total dos dois corretores.

Em alguns casos, pode ser que haja a necessidade de contar com um terceiro avaliador para realizar a revisão da redação. As avaliações que apresentam nota máxima também acabam passando por uma banca, composta por três corretores e um doutor. 

São inúmeros os fatores que levam à nota zero na redação. Fuga do tema, texto com menos linhas do que o pedido, redação em branco e não obediência à estrutura, por exemplo, são problemas que anulam a participação do candidato. É importante ter atenção aos critérios justamente porque o aluno pode ser impedido de conquistar uma vaga no ensino superior.

Para além de dominar bem o tema, é fundamental entender a estrutura e escrever bem a Língua Portuguesa. Sem isso, o candidato corre riscos de ter que refazer a avaliação no ano seguinte, e atrasar em meses a entrada em uma faculdade ou universidade.

Quais são os critérios analisados?

Em 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) lançou uma cartilha explicativa oficial sobre os critérios de correção da redação do Enem. No documento, os corretores explicam como a correção é feita, além de apresentar exemplos de redações que tiraram nota máxima na edição do Enem de 2019.

Basicamente, são avaliadas algumas competências específicas, sendo que cada uma tem valor de 200 pontos. O Enem adotou essa metodologia para auxiliar os candidatos na preparação do exame e, também, para tornar o processo de correção mais objetivo. 

Veja, a seguir, quais são os principais critérios adotados pela banca examinadora.

Domínio da norma-padrão da língua

O aluno deve apresentar total domínio das normas da Língua Portuguesa, o que inclui o conhecimento de regras, acentuação e convenções do atual Acordo Ortográfico. O texto deve ser adequado e apresentar fluidez de leitura, realizando uma construção sintática clara, objetiva e formal.

Tema proposto

O tema a ser desenvolvido deve ter uma exposição de ideias simples e apresentar teses e argumentos que estejam relacionados ao que foi proposto na prova. Nesse momento, são avaliados o repertório sociocultural do candidato e a construção da estrutura do texto, que deve ser dissertativo-argumentativo.

Seleção, organização e interpretação dos argumentos e informações

Outro critério adotado é a seleção, organização e interpretação dos argumentos e informações apresentadas. É preciso, então, elaborar um texto que demonstre, claramente, uma ideia a ser defendida e as teses que justifiquem a posição assumida pelo candidato em relação à temática da proposta de redação. 

Conhecimento dos mecanismos linguísticos

O aluno também deve demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos, ou seja, os parágrafos e as frases devem ter relação entre si e garantir uma sequenciação coerente no texto. Além disso, os corretores analisam se há interdependência entre as ideias, preposições, conjunções, advérbios, locuções, pronomes, entre outros, que são responsáveis pela coesão do texto.

Respeito aos direitos humanos

A redação jamais deve ferir os direitos humanos. Mesmo que os temas geralmente sejam complexos e, muitas vezes, de difícil resolução, os candidatos devem exercitar a cidadania e atuar sempre em consonância com os direitos humanos, a democracia e a justiça. Os conhecimentos apresentados, portanto, devem ter um posicionamento crítico que contribua com o problema levantado pela proposta da redação.

Apresentação de soluções

O tema da redação sempre vem acompanhado de textos motivadores. Em geral, eles podem ser em formato verbal e não verbal, que remetem à proposta para estimular a reflexão nos candidatos. Dessa forma, o texto deve apresentar soluções para o problema levantado, com propostas de intervenção claras e concisas.

Como conseguir uma nota mil na redação do Enem?

Para ter um bom resultado na redação, é importante que o estudante conheça bem os critérios que podem levar à nota zero. Mas para além disso, também é fundamental exercitar a escrita com antecedência e elaborar alguns textos dissertativo-argumentativos para treinar antes da prova.

O aluno ainda pode avaliar as redações que receberam nota máxima e pedir para algum professor comparar o seu texto com o que foi aprovado. Outra dica é se manter sempre informado, até mesmo porque o Enem costuma cobrar assuntos da atualidade, além de temas complexos e polêmicos.

Sem seguir à risca os critérios de correção, o candidato pode ter sua nota zerada, acabando por perder a chance de conquistar uma vaga no vestibular. Por isso, é essencial se organizar e planejar os estudos com antecedência, para que no dia do exame a redação seja bem escrita e desenvolvida com excelência. 

Com a prática frequente da escrita, o estudante vai se aperfeiçoando na gramática e nas normas da Língua Portuguesa. Os pais também podem auxiliar nesse momento e ajudar os filhos com algumas estratégias, como simulados de preparo específico para o Enem. Assim, será muito mais simples alcançar uma boa pontuação e ser destaque entre os demais candidatos.

Agora que você já sabe quais são os critérios de correção da redação do Enem, tenha em mente que é fundamental se preparar com antecedência para ter mais chances na avaliação. O indicado é buscar por um curso preparatório, como o do Colégio Arnaldo, e se antecipar nos estudos. Com isso, o aluno terá mais chances de garantir uma vaga e ingressar no ensino superior.

Gostou do conteúdo? Aproveite a visita e confira quais são os 4 temas que mais caem no Enem para intensificar os estudos!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.