Afinal, o que são habilidades cognitivas e como são desenvolvidas?

O período da infância é de grande importância para os seres humanos, que começam a descobrir o mundo e a aperfeiçoar suas habilidades cognitivas. Mas você sabe o que essa expressão quer dizer?

Neste texto, você vai entender o que é o desenvolvimento cognitivo, que deve começar desde cedo, no ensino infantil, e nada tem a ver com técnicas de memorização. Fora isso, descobrirá seis habilidades cognitivas desenvolvidas normalmente na infância, como o foco, a memória, a atenção, a responsabilidade, a percepção auditiva e a criatividade.

Por fim, verá como o pensamento computacional, uma tendência na educação mundial, relaciona-se com o desenvolvimento dessas competências e o senso crítico. Continue a leitura agora mesmo e tire todas as dúvidas sobre o tema!

O que são as habilidades cognitivas?

O termo “cognição” pode parecer difícil em um primeiro momento, mas vem do latim cognitio e cognitum, significando “conhecer”. Nesse sentido, habilidades cognitivas não têm a ver com memorizar ou decorar informações, mas com conhecimento assimilado e compreendido pelo estudante.

Ao todo, o desenvolvimento cognitivo em seres humanos se liga a quatro grandes habilidades: coordenação motora, adaptação, psicomotricidade e linguagem. De forma geral, o conceito se associa à capacidade de processar dados para desenvolver, no indivíduo, estímulos de compreensão, percepção e integração em determinadas tarefas ou atividades sociais.

Habilidades como foco, memória, atenção e percepção auditiva começam com estímulos cerebrais, conectando algumas partes desse poderoso órgão. Para treinar essas habilidades, é preciso, porém, que a criança seja estimulada na idade certa, amadurecendo a sua capacidade adaptativa.

Desse modo, a escola tem um importante papel no desenvolvimento cognitivo, porque pode detectar algum problema ou dificuldade do jovem em apresentar habilidades em determinada faixa etária. Ao identificá-lo, é possível aperfeiçoar as competências da criança com soluções que facilitem o aprendizado dela.

Quando essas habilidades são aprendidas?

Mas você deve estar se perguntando como, então, essas habilidades são aprendidas, não é? A resposta é que o processo de aprendizagem cognitiva começa desde os anos escolares iniciais, por meio da experimentação e do desenvolvimento de competências motoras e mais racionais.

Existe uma forte motivação para que o trabalho cognitivo tenha início já no ensino infantil, nos primeiros anos de vida do ser humano. O motivo é a importância das habilidades cognitivas para que as crianças desenvolvam uma vida mais autônoma e saudável.

Especialistas indicam o desenvolvimento cognitivo especialmente na alfabetização, devido ao fato de as competências melhorarem a escrita e a leitura dos alunos, que ganham consciência fonológica — expressando-se melhor ao distinguir e dominar os sons da língua.

Quais são as principais habilidades cognitivas?

Até o momento, você entendeu o que é, quando e como a criança desenvolve a cognição, mas quais são as principais competências mentais a serem treinadas durante a infância? Podemos responder à pergunta com um quadro de, pelo menos, seis habilidades: foco, memória, atenção, percepção auditiva, criatividade e responsabilidade social.

Foco

Uma função bastante produtiva é o foco, que ajuda a resistir a vários impulsos e dominar a atenção sobre um aspecto, mesmo havendo vários estímulos competindo pela nossa concentração. Para a criança ter mais controle inibitório, é preciso treinar essa habilidade.

Memória

A fim de ter domínio emocional, social e racional, a criança precisa desenvolver a capacidade de memorização. Apesar de haver algumas lacunas nos estudos sobre o tema, sabe-se, também, que a memória é responsável por orientar os pensamentos e é considerada a base para a construção da identidade, devendo ser treinada em casa (com algumas tarefas) e no ambiente escolar.

Atenção

A atenção é essencial para o processamento de informações, pois é uma habilidade que ajuda o indivíduo a selecionar dados até serem processados pelo cérebro. Esses aspectos ganham ainda mais força em um mundo digital, no qual os pequenos se acostumam a receber inúmeros estímulos sonoros e visuais, dispersando, muitas vezes, o foco.

Percepção auditiva

A percepção auditiva é uma habilidade que tem início antes mesmo do nascimento, quando o cérebro começa a desenvolver um complexo sistema. O recém-nascido é capaz, por exemplo, de reconhecer vozes de membros da família devido a estímulos recebidos no período fetal.

Assim, crianças precisam ser expostas a tarefas comunicativas na infância, para desenvolver e ter domínio sobre os mecanismos de fala e compreensão.

Criatividade

O estímulo artístico é crucial para as crianças despertarem a criatividade, conseguindo expressar sentimentos com figuras representativas. Nesse processo, o professor pode investir em atividades de desenho e pintura, estimulando os pequenos a utilizar material escolar e recriar modelos.

Responsabilidade social

Conviver com os demais, ter empatia e agir de forma responsável são habilidades que começam a ser treinadas na infância, despertando a autoconfiança dos pequenos no contato com o meio ambiente e o “outro”.

Jogos coletivos têm uma grande importância nesse processo e podem ser usados pelos professores na escola. O ideal é distribuir papéis para as crianças poderem desenvolver atividades, entendendo a consequência do trabalho do coleguinha na busca por um objetivo comum.

Como os pais podem ajudar a desenvolver essas habilidades nas crianças?

As habilidades cognitivas, por permitirem o aprendizado integral dos mais novos, devem ser devidamente desenvolvidas e acompanhadas com o auxílio dos pais no processo. Isso porque, o envolvimento da família tem um papel muito importante no ensino da criança.

Há diversas formas de estimular o aprimoramento das habilidades motoras e intelectuais. Assim, os pais podem dar uma grande contribuição para que os seus filhos alcancem um melhor desempenho na escola, de maneira totalmente lúdica e criativa. Veja, a seguir, algumas dicas para realizar a tarefa da melhor forma.

Incentive a leitura

A leitura é capaz de despertar a imaginação dos mais novos, por isso você pode reservar alguns momentos do dia para fazer uma leitura conjunta de obras que tenham uma linguagem adequada para o público infantil. Ao finalizar as leituras, pergunte à criança o que ela aprendeu, pois, assim, fica mais fácil constatar se conseguiu interpretar corretamente o que a narrativa quis transmitir.

Estimule a prática de brincadeiras ao ar livre

Dar a liberdade para que o filho pratique brincadeiras ao ar livre pode ser uma ótima opção de entretenimento e também de aprendizado. Você pode convidar alguns colegas da escola ou, até mesmo, parentes para brincar em áreas de lazer próximas da sua casa. Determinadas atividades, como futebol, queimada e corrida, são ótimas alternativas para promover a socialização e aprimorar a coordenação motora.

Pratique o alfabeto com a criança

A fase de alfabetização requer uma prática lúdica que tenha como foco o aprendizado. Nesse caso, é interessante utilizar músicas ou legendas de desenhos para mostrar à criança como as palavras são pronunciadas e escritas. Praticando corretamente o alfabeto, portanto, o desenvolvimento cognitivo é melhor estimulado e devidamente aproveitado.

Invista em atividades extracurriculares

Quando os pais investem em atividades extracurriculares, os filhos podem aprimorar os aspectos fundamentais da aprendizagem e alcançar resultados positivos na vida estudantil. Além de motivar a criatividade, o raciocínio lógico e a capacidade de desenvolver novas habilidades, como a comunicação e o planejamento, o aspecto cognitivo infantil também tem mais potencial de ser desenvolvido.

Como o pensamento computacional se relaciona a essas habilidades?

Os colégios contam, normalmente, com ferramentas tradicionais para facilitar o desenvolvimento cognitivo das crianças, mas a tecnologia também tem muito a oferecer. É o caso do pensamento computacional, uma aposta da educação mundial no treinamento do raciocínio e da autonomia dos jovens por meio de uma linguagem.

Esse tipo de pensamento desenvolve habilidades de modo que as crianças possam resolver problemas de forma sistêmica, desenhando sistemas operacionais e compreendendo a vida a partir da ciência da computação. A área é importante não apenas para integrar os pequenos à era digital, mas também para treinar a automação de tarefas e ampliar o domínio em diversas áreas.

Qual é o papel da escola no desenvolvimento das habilidades cognitivas?

Tanto os pais quanto a escola exercem um importante papel no desenvolvimento das habilidades cognitivas dos mais novos. Além do domínio das matérias mais básicas, como Português e Matemática, é preciso entender também como relacionar diferentes áreas do saber para possibilitar um ensino integral.

O ideal aos educadores é levar a prática à sala de aula, construindo um currículo que demonstre detalhadamente quais são as habilidades que devem ser trabalhadas pelos alunos em cada ano escolar. Isso possibilita, por exemplo, maior autonomia, responsabilidade e colaboração para interpretar e refletir os conteúdos de aprendizagem.

Nesse sentido, é a gestão do colégio precisa fazer um levantamento das necessidades e do investimento necessário para implementar um sistema de ensino eficaz e significativo às crianças. Da mesma forma, os professores também devem passar por uma formação que possibilite a integração das diferentes áreas do conhecimento, aumentando as chances de melhorar o diálogo e a expressão das ideias no ambiente escolar.

Neste conteúdo, você ficou por dentro das habilidades cognitivas, informações assimiladas pelos jovens desde a educação infantil. Fora isso, conheceu as principais capacidades — como o foco, a percepção auditiva e a atenção — que podem ser treinadas durante o ensino formal na escola.

Gostou do artigo? Esperamos que sim! Aproveite a visita ao blog e assine a newsletter para receber, diretamente em seu e-mail, todos os conteúdos exclusivos do Colégio Arnaldo!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.