A educação de uma criança envolve uma série de desafios. Muitas vezes, focamos exaustivamente no aprendizado de disciplinas importantes para os estudos e nos esquecemos de um detalhe muito importante: o desenvolvimento constante de habilidades socioemocionais entre os jovens, independentemente de suas faixas etárias.

As habilidades socioemocionais são fundamentais para a vida em sociedade, ajudando a criança ou o adolescente a interagir melhor com o mundo ao seu redor e todas as pessoas que nele habitam. São importantes, também, para o desenvolvimento acadêmico e profissional dos indivíduos, seja por meio de capacidades específicas ou do fortalecimento da inteligência emocional.

A seguir, discutiremos um pouco mais sobre tais habilidades, sua importância para a educação infantil e, é claro, mostraremos algumas dicas importantes para que possamos desenvolver tais características nos nossos filhos. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

O que são habilidades socioemocionais?

Antes de discutirmos o que são essas habilidades, temos uma pergunta para você: o que, na sua opinião, é o aprendizado? Além disso, quais são os pontos mais importantes para a criação de uma criança?

Na maioria das vezes, pensamos logo em fatores como o ensino da matemática, o domínio da habilidade artística e muito mais. As respostas podem variar de acordo com o interlocutor, mas uma coisa é certa: valorizamos muito aquilo que podemos “ver”.

No entanto, quando falamos sobre a criação das nossas crianças, isso não é tudo. Podemos dizer mais: para que um estudante seja bem-sucedido na escola e aprenda os conteúdos com todo o seu potencial, é necessário que ele domine as habilidades socioemocionais.

Embora não possamos vê-las, senti-las ou sequer entendê-las muito bem, essas habilidades devem ser trabalhadas pelos pais e pelo colégio durante toda a formação do indivíduo. São fundamentais para a vida em sociedade e, é claro, para o bom desempenho acadêmico e profissional — sendo inclusive muito cobradas por empregadores atualmente.

De modo geral, algumas das habilidades socioemocionais mais importantes são:

  • inteligência emocional;

  • empatia;

  • capacidade de trabalhar em equipe;

  • paciência;

  • altruísmo;

  • respeito;

  • pensamento crítico;

  • responsabilidade;

  • autocrítica;

  • autoconhecimento;

  • tolerância;

  • cooperação.

Qual é a importância de desenvolver tais habilidades?

Com a listinha mostrada no tópico anterior, já podemos perceber um pouco da importância do desenvolvimento dessas habilidades. De certo modo, elas são sempre cobradas das crianças e dos adolescentes. É comum falarmos que eles precisam ser mais responsáveis ou colaborar mais com as tarefas, por exemplo, mas tais pontos são trabalhados no dia a dia?

Muitas vezes esperamos que essas habilidades surjam “do nada” nas crianças, sem nos dar conta de que elas precisam ser trabalhadas diariamente como qualquer outro conteúdo escolar.

O devido desenvolvimento de habilidades e competências socioemocionais pode ser benéfico para várias situações. Destacamos as principais a seguir:

  • redução dos problemas com bullying;

  • melhora do desempenho acadêmico;

  • melhor compreensão e resolução de problemas;

  • mais criatividade para lidar com as situações do dia a dia;

  • mais jogo de cintura;

  • saber lidar melhor com as frustrações e obstáculos cotidianos;

  • melhor convívio em sociedade;

  • saber trabalhar em equipe;

  • mais foco e concentração;

  • mais resiliência e determinação;

  • mais respeito com as outras pessoas.

Tudo isso é fundamental não só para a vida escolar ou profissional, mas para o exercício da cidadania. Por isso, desenvolver essas habilidades deve ser uma prioridade para pais e educadores!

Como desenvolver as habilidades socioemocionais nos filhos?

Já deu para perceber que o desenvolvimento de tais competências é algo de extrema importância para a formação social de nossos pequenos, não é mesmo? Então, que tal descobrirmos como é possível ajudá-los nesse processo? Dê uma olhadinha em algumas dicas importantes logo a seguir!

Incentive o diálogo

O primeiro passo para desenvolver essas habilidades é manter um diálogo aberto com os seus filhos. O desenvolvimento da oportunidade de discutir, debater, desabafar e conversar com os próprios pais é essencial para que os pequenos se sintam confortáveis com eles mesmos e seguros o bastante para desenvolver o potencial socioemocional que têm dentro de si.

Ensine valores

O ensino de valores também precisa ser uma constante na educação infantil. Os ensinamentos cristãos, por exemplo, são um bom exemplo do que pode ser trabalhado em família e na escola, ainda que os pais não tenham uma religiosidade típica. O que vale, aqui, é ensinar aquilo que realmente pode ser vantajoso para o desenvolvimento da cidadania e das habilidades socioemocionais.

Utilize o poder da arte

Investir em atividades artísticas também é uma boa forma de desenvolver esse tipo de habilidade. Pessoas que lidam com a música, a pintura ou o teatro, por exemplo, são muito mais sensíveis, empáticas e sabem trabalhar em equipe com bem mais facilidade. Por isso, investir em escolas que contem com atividades extracurriculares é uma boa alternativa para o aprendizado!

Demonstre as diferenças

Outra maneira de fazer com que as crianças e os adolescentes aprendam as habilidades socioemocionais na prática é demonstrar a eles as diferenças que existem na nossa sociedade. Lidar com a diversidade é um ponto fundamental e que deve ser trabalhado com frequência. Por isso, visite orfanatos, asilos e instituições diversas para mostrar outras realidades aos seus filhos e, de quebra, desenvolver o altruísmo nessa fase.

Escolha uma boa escola

Por fim, uma dica muito importante para desenvolver essas habilidades é caprichar na escolha do colégio do seu filho. Priorize instituições que deem uma atenção extra ao ensino de valores e que trabalhem constantemente em seus currículos as competências socioemocionais. Esse tipo de decisão é fundamental para que os pequenos se desenvolvam mais e melhor!

Agora que já conhecemos as habilidades socioemocionais e sabemos qual é a importância de desenvolvê-las ao longo da vida dos nossos filhos, não perca mais tempo! Comece o quanto antes a trabalhar essas questões em casa e escolha um colégio que esteja em sincronia com as suas prioridades. A educação do seu pequeno agradece!

Para saber mais sobre o lugar da escola na educação das crianças e dos adolescentes, confira nosso post sobre o papel do orientador educacional na formação dos estudantes e saiba o que esperar desse tipo de profissional!