A educação de uma criança envolve uma série de desafios. Muitas vezes, focamos exaustivamente no aprendizado de disciplinas importantes para os estudos e nos esquecemos de um detalhe muito importante: o desenvolvimento constante de habilidades socioemocionais entre os jovens, independentemente de suas faixas etárias.

As habilidades socioemocionais são fundamentais para a vida em sociedade, o que ajuda a criança ou o adolescente a interagir melhor com o mundo ao seu redor e todas as pessoas que nele habitam. São importantes, também, para o desenvolvimento acadêmico e profissional dos indivíduos, seja por meio de capacidades específicas, seja pelo fortalecimento da inteligência emocional.

A seguir, discutiremos um pouco mais sobre tais habilidades, sua importância para a educação infantil e, é claro, mostraremos algumas dicas importantes para que possamos desenvolver tais características nos nossos filhos. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

O que são habilidades socioemocionais?

Antes de discutirmos o que são essas habilidades, temos uma pergunta para você: o que, na sua opinião, é o aprendizado? Além disso, quais são os pontos mais importantes para a criação de uma criança?

Na maioria das vezes, pensamos logo em fatores como o ensino da matemática, o domínio da habilidade artística e muito mais. As respostas podem variar de acordo com o interlocutor, mas uma coisa é certa: valorizamos muito aquilo que podemos “ver”.

No entanto, quando falamos sobre a criação das nossas crianças, isso não é tudo. Podemos dizer mais: para que um estudante seja bem-sucedido na escola e aprenda os conteúdos com todo o seu potencial, é necessário que ele domine as habilidades socioemocionais.

Embora não as possamos ver, sentir ou sequer entender muito bem, essas habilidades devem ser trabalhadas pelos pais e pelo colégio durante toda a formação do indivíduo. São fundamentais para a vida em sociedade e, é claro, para o bom desempenho acadêmico e profissional — sendo inclusive muito cobradas por empregadores atualmente.

De modo geral, algumas das habilidades socioemocionais mais importantes são:

  • inteligência emocional;
  • empatia;
  • capacidade de trabalhar em equipe;
  • paciência;
  • altruísmo;
  • respeito;
  • pensamento crítico;
  • responsabilidade;
  • autocrítica;
  • autoconhecimento;
  • tolerância;
  • cooperação.

Qual é a importância de desenvolver tais habilidades?

Com a listinha mostrada no tópico anterior, já podemos perceber um pouco da importância do desenvolvimento dessas habilidades. De certo modo, elas são sempre cobradas das crianças e dos adolescentes. É comum falarmos que eles precisam ser mais responsáveis ou colaborar mais com as tarefas, por exemplo, mas tais pontos são trabalhados no dia a dia?

Muitas vezes esperamos que essas habilidades surjam “do nada” nas crianças, sem nos darmos conta de que elas precisam ser trabalhadas diariamente, como qualquer outro conteúdo escolar.

O devido desenvolvimento de habilidades e competências socioemocionais pode ser benéfico para várias situações. Destacamos as principais a seguir:

  • redução dos problemas com bullying;
  • melhora do desempenho acadêmico;
  • melhor compreensão e resolução de problemas;
  • mais criatividade para lidar com as situações do dia a dia;
  • mais jogo de cintura;
  • tranquilidade para lidar melhor com as frustrações e obstáculos cotidianos;
  • melhor convívio em sociedade;
  • habilidade para trabalhar em equipe;
  • mais foco e concentração;
  • mais resiliência e determinação;
  • mais respeito com as outras pessoas.

Tudo isso é fundamental não só para a vida escolar ou profissional, mas para o exercício da cidadania. Por isso, desenvolver essas habilidades deve ser uma prioridade para pais e educadores!

Como desenvolver as habilidades socioemocionais nos filhos?

Já deu para perceber que o desenvolvimento de tais competências é algo de extrema importância para a formação social de nossos pequenos, não é mesmo? Então, que tal descobrirmos como é possível ajudá-los nesse processo? Dê uma olhadinha em algumas dicas importantes logo a seguir!

Incentive o diálogo

O primeiro passo para desenvolver essas habilidades é manter um diálogo aberto com os seus filhos. O desenvolvimento da oportunidade de discutir, debater, desabafar e conversar com os próprios pais é essencial para que os pequenos se sintam confortáveis com eles mesmos e seguros o bastante para desenvolverem o potencial socioemocional que têm dentro de si.

Ensine valores

O ensino de valores também precisa ser uma constante na educação infantil. Os ensinamentos cristãos, por exemplo, são um bom exemplo do que pode ser trabalhado em família e na escola, ainda que os pais não tenham uma religiosidade típica. O que vale, aqui, é ensinar aquilo que realmente pode ser vantajoso para o desenvolvimento da cidadania e das habilidades socioemocionais.

Utilize o poder da arte

Investir em atividades artísticas também é uma boa forma de desenvolver esse tipo de habilidade. Pessoas que lidam com a música, a pintura ou o teatro, por exemplo, são muito mais sensíveis, empáticas e sabem trabalhar em equipe com mais facilidade. Por isso, investir em escolas que contem com atividades extracurriculares é uma boa alternativa para o aprendizado!

Demonstre as diferenças

Outra maneira de fazer com que as crianças e os adolescentes aprendam as habilidades socioemocionais, na prática, é demonstrar a eles as diferenças que existem na nossa sociedade.

Lidar com a diversidade é um ponto fundamental e que deve ser trabalhado com frequência. Por isso, visite orfanatos, asilos e instituições diversas para mostrar outras realidades aos seus filhos e, de quebra, desenvolver o altruísmo nessa fase.

Escolha uma boa escola

Outra dica muito importante para desenvolver essas habilidades é caprichar na escolha do colégio do seu filho. Priorize instituições que deem uma atenção extra ao ensino de valores e que trabalhem constantemente em seus currículos as competências socioemocionais. Esse tipo de decisão é fundamental para que os pequenos se desenvolvam mais e melhor!

Estimule a resiliência

Desenvolver as habilidades emocionais nos jovens é importante também nos momentos de dificuldades. Eventualmente, eles enfrentarão situações desagradáveis, que são importantes para o seu desenvolvimento. A recomendação é que os pais e a escola ofereçam suporte nesses momentos, e ajudem a criança a superar suas dificuldades.

Nesse sentido, é fundamental que ela compreenda o motivo do impasse e que os adultos mostrem também as possíveis soluções. Com isso, ela poderá lidar melhor com os problemas que enfrentar no futuro.

Ofereça uma visão ampla do mundo

A criança pode perceber as situações que vivencia como definitivas ou acreditar que o mundo se limita a sua própria realidade. Dessa maneira, é preciso que ela compreenda a diversidade, como já destacamos.

Além disso, ela deve ser estimulada a perceber que o mundo tem muitas oportunidades e que as situações são passageiras. Para que isso aconteça, é necessário que ela tenha a oportunidade de conhecer sobre diferentes culturas e formas de pensar.

Elogie as atitudes e conquistas do seu filho

Uma das habilidades socioemocionais importantes para todas as pessoas, independentemente da sua idade, é a autoestima. Ela precisa ser desenvolvida desde a infância. Para isso, é bom que os adultos reconheçam os esforços e os avanços dos pequenos. Algumas coisas que para os pais podem parecer corriqueiras, são grandes conquistas para os filhos.

Da mesma forma, a autoestima da família interfere na maneira como a própria criança se vê. Se, por exemplo, os pais têm uma reação muito negativa quando falham em algo, os filhos entendem que falhar é motivo para vergonha ou frustração e não uma coisa natural para todas as pessoas.

Reforce os vínculos familiares

As relações familiares são a base para um emocional forte e bem estruturado. Por isso, é preciso que os vínculos sejam reforçados, por meio de tempo de qualidade juntos, muito afeto e compreensão. Dessa maneira os filhos se sentem mais seguros e abertos ao diálogo, pois sabem que podem contar com a família em todos os momentos.

Incentive a autonomia

Atualmente, as escolas pensam sobre o protagonismo do aluno e a importância de se educar para a autonomia. Essa é uma vantagem para o desenvolvimento intelectual e também emocional. Para que isso aconteça, é preciso que os adultos não resolvam os problemas pela criança, mas que ofereçam apoio e orientação. Quando a responsabilidade é construída durante a formação, o desenvolvimento autônomo é uma consequência.

Use elementos lúdicos

Assim como as artes, as atividades lúdicas são importantes para trabalhar as emoções das crianças e até dos adolescentes. Com materiais adaptados para cada idade, é possível desenvolver as habilidades socioemocionais nos jovens. As histórias, por exemplo, ajudam a compreender como o personagem lida com as suas dificuldades, qual a sua relação com as pessoas que ama, entre outras lições importantes.

A dica, nesse caso, é conversar sobre a história depois da leitura, avaliar as decisões dos personagens em cada situação e discutir sobre as possibilidades e melhores maneiras de agir. O momento da contação também é uma forma de estreitar o vínculo familiar, o que, como já foi destacado, é fundamental.

Agora que já conhecemos as habilidades socioemocionais e sabemos qual é a importância de desenvolvê-las ao longo da vida dos nossos filhos, não perca mais tempo! Comece quanto antes a trabalhar essas questões em casa e escolha um colégio que esteja em sincronia com as suas prioridades. A educação do seu pequeno agradece!

Se você mora em Belo Horizonte e busca uma educação de qualidade, humana e cristã, pode contar com o Colégio Arnaldo. Entre em contato conosco e conheça mais sobre a nossa proposta de ensino.

Powered by Rock Convert