mudar de escola no meio do ano

Mudar de escola no meio do ano: por que pode ser uma boa oportunidade?

A férias de julho são um bom momento para avaliar se a vida estudantil dos filhos foi a esperada ou não. Muitos pais aproveitam para saber se a escola das crianças e dos jovens está realmente suprindo as expectativas ou se, ao contrário, chegou a hora de fazer uma mudança. Não é uma decisão fácil, mas, em muitos casos, pode ser uma boa oportunidade.

Para ajudar você a investigar se é o melhor momento de mudar de escola no meio do ano, vamos explicar neste post o que você precisa levar em consideração, como tornar esse processo mais fácil para os seus filhos e como escolher um bom colégio particular em BH. Confira e tire suas dúvidas!

O que pode levar a mudar de escolar no meio do ano?

O primeiro passo quando o assunto é mudar de escolar depois das férias de julho é investigar as necessidades para tal atitude. Muitas vezes o desempenho do aluno é a principal questão, mas, na maioria das vezes, as causas que levam à mudança podem vir da própria escola. Então, fique de olho nos seguintes pontos.

Acessibilidade financeira da escola

Talvez a maior motivação para a mudança seja a falta de acessibilidade financeira da escola, especificamente no que diz respeito ao alto custo de vida exigido, às poucas formas de pagamento e à falta de disponibilidade para lidar com casos de inadimplência.

Nem sempre os pais têm condições financeiras para arcar com as mensalidades, as atividades extraclasses, os matérias escolares, entre outros custos envolvidos.

Segurança do ambiente escolar

A segurança também se tornou outro motivo frequente que tem levado pais a mudarem seus filhos de escola. Para avaliar essa questão, conheça o bairro onde está localizada a unidade em que eles estudam, o movimento das ruas e a segurança que a infraestrutura da escola oferece.

Proposta pedagógica

A proposta pedagógica envolve questões como valores e métodos de ensino usados na escola. Essa é uma identidade da instituição que é, inclusive, é exigida por lei, pois a proposta está prevista Lei de Diretrizes e Bases da Educação, de 1996.

Veja se os valores e a metodologia empregada na escola garantem um ensino aprofundado e que seja capaz de lidar com os desafios que estão presentes na educação dos seus filhos.

Por que pode ser uma boa oportunidade?

Se a mudança da escola do seu filho acontece, é para melhorar algum aspecto da educação dele. Isso significa que a próxima instituição vai suprir alguma demanda que não era correspondida pela anterior. Por isso, mudar de escola no meio do ano pode ser uma boa oportunidade.

Por outro lado, é importante reconhecer desde já que as dificuldades não se resolvem de um dia para o outro, principalmente quando estão relacionadas ao ensino. Trata-se de um processo que pode levar um tempo, mas que deve fazer parte da adaptação do aluno à escola.

Como deixar o processo mais fácil?

Com a transferência das crianças e dos adolescentes, surgem as questões de adaptação à escola. A diferença vai existir, e cabe à gestão escolar e à família promover a integração dos novos alunos à nova turma, ao novo local e aos novos professores. Essa preocupação pode ser crucial para uma adaptação completa ao ambiente escolar.

Confira, logo a seguir, algumas sugestões que podem tornar esse processo mais fácil para as crenças e os adolescentes.

Escute e prepare seu filho

Quando falamos em mudar de escola no meio do ano, é fundamental prezar pela opinião dos seus filhos. A decisão final, nesse caso, vai ser sempre dos pais, mas escutar o que as crianças e os jovens têm a dizer pode ajuda a elencar os pontos positivos e negativos para se atentar na transição, além de ser um gesto simpático que integra seus filhos ao processo.

Tire suas dúvidas com a escola

É muito importante ter uma certa clareza em relação às expectativas com a nova escola e as dificuldades enfrentadas na instituição anterior. Quando possível, tire suas dúvidas e deixe claro para quem atender você quais foram as motivações para a mudança e mostre disposição para saber o que a escola tem a oferecer.

Qual é a proposta do Colégio Arnaldo?

Referência em Belo Horizonte, o Colégio Arnaldo se diferencia por unir bons valores e qualidade no ensino. A seguir, separamos alguns diferenciais que você vai encontrar em nossas duas unidades (Unidade Anchieta e Unidade Funcionário).

Tradição e modernidade

Fundado em 1912, o Colégio Arnaldo se tornou uma das instituições mais renomadas da capital mineira. Com mais de 100 anos de tradição, nosso colégio reafirma o compromisso com uma educação que prepara cidadãos para a vida, baseada em valores como solidariedade, fé, ética e caráter.

Os novos projetos do Colégio Arnaldo surgem para adaptar o ensino aos novos tempos, como o curso extensivo para Médicina no Enem e a adaptação que o processo de alfabetização de crianças precisou passar nos últimos anos.

Preparação para o vestibular

Um dos grandes diferenciais do Colégio Arnaldo é o suporte garantido aos alunos que vão prestar vestibular. Além do curso extensivo para Medicina no Enem, a instituição usa a plataforma Redação Nota Mil para treinar os alunos para a redação do Exame.

Os resultados têm sido excelentes nos últimos anos. Em 2019, por exemplo, o Colégio Arnaldo ficou em 6° lugar no Ranking da Redação do Enem, resultado do investimento na qualificação da equipe pedagógica e na preparação dos alunos.

Programa bilíngue

O Colégio Arnaldo sabe a importância do inglês para as diversas esferas da vida cotidiana. Por isso, o programa bilíngue faz parte do currículo dos alunos desde cedo. Já na Educação Infantil, os alunos têm o primeiro contato com a segunda língua com brincadeiras, músicas e outras atividades lúdicas.

Aprendizado Maker

Se você nunca ouviu falar do Movimento CODE, saiba que essa é uma forte tendência da educação atual que procura ensinar para jovens e crianças a programação de um jeito simples e divertido. É por isso que o Colégio Arnaldo tem uma parceira de dar orgulho com a Mind Makers, editora que busca incentivar o aprendizado computacional.

Chegamos ao final do post. Esperamos que as informações ajudem você que pensa em mudar de escola no meio do ano, facilitando ao máximo esse processo para seus filhos. É importante lembrar que, mesmo depois da transferência, o aluno pode apresentar algumas dificuldades de adaptação, o que pode durar alguns meses até que as coisas se normalizem.

Gostou das dicas? Para saber mais sobre sobre a metodologia e a missão do Colégio Arnaldo, acesse nosso site e entre em contato com a gente!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.