música para alfabetização

Música para alfabetização: qual o seu papel no processo?

Sabe aquela música que deixa você alegre toda vez que a ouve? Ou uma música que traz memórias afetuosas? Além da capacidade de mudar o nosso humor e trazer de volta lembranças felizes, a música pode ser um grande instrumento de aprendizado. Para as crianças, já se sabe que existem diversas contribuições da música para alfabetização.

Os educadores estão sempre à procura de novos métodos para ensinar a ler e escrever, e a música desde muito tempo faz parte dos métodos de ensino usados em sala de aula. A novidade para alguns é que existem vantagens valiosas em usar a música como um instrumento do processo de alfabetização de crianças.

Neste post, vamos entender melhor a importância dos novos métodos de alfabetização e por que vale a pena usar música nesse processo. Confira!

Qual a importância de inovar os métodos de alfabetização?

As experiências de aprendizado sempre podem ser redesenhadas para serem mais relevantes para os interesses dos alunos. Os novos métodos de ensino incentivam tanto professores quanto alunos a explorar e descobrir coisas novas.

Na busca por novos métodos de alfabetização, não é diferente. Uma nova metodologia de ensino é uma maneira diferente de olhar para os desafios e resolvê-los.

Para o desafio que é ajudar os alunos a aprender a ler e escrever, nada melhor do que os educadores buscarem métodos para atender as necessidades e particularidades de cada um. A música é uma das abordagens que podem ser exploradas pelas escolas.

Quais são as contribuições da música para alfabetização?

Aqui estão algumas razões pelas quais a música ajuda a preparar o cérebro das crianças para o desenvolvimento da leitura e da escrita.

Habilidades de escuta e atenção

Prestar atenção no que ouvimos é uma habilidade que aprendemos ao longo da vida. Se você parar para pensar, a atenção envolve muito mais do que apenas a audição. Sem a concentração adequada, as crianças pequenas dificilmente vão conseguir descriminar e entender um som do ambiente.

É aí que a música ganha uma grande importância na alfabetização das crianças. Aprender uma música é essencialmente treinar a habilidade de prestar atenção.

Podemos pensar na atenção como um músculo, e estamos fortalecendo esse músculo toda vez que escutamos e praticamos uma música. Aprendemos um verso, depois outro e, aos poucos, adicionamos um pouco mais. Um parágrafo, depois dois parágrafos, até aprendermos a música inteira.

Consciência fonológica

Consciência fonológica é a capacidade de ouvir os sons que compõem as palavras na linguagem falada. Essa habilidade é um dos primeiros estágios da alfabetização. Por meio da consciência fonológica, as crianças aprendem a associar sons a símbolos. Isso permite que elas reconheçam e decodifiquem as palavras e habilidades necessárias para a leitura.

Música tem tudo a ver com consciência fonológica. Por meio da música, as crianças podem segmentar sons e identificar os diferentes tipos sonoros que compõem uma música.

Elas podem usar, inconscientemente ou não, essa habilidade para compreender uma frase falada, que nada mais é do que uma série de fonemas combinados a uma entonação comum. Enquanto na música as crianças precisam identificar as notas conectadas por um ritmo, na fala, elas precisam processar os fonemas conectados a uma única entonação.

Por causa dessas semelhanças fundamentais, o cérebro humano processa a música e a linguagem falada de maneiras muito parecidas.

Familiaridade com textos impressos

A maioria das crianças tem contato com os textos impressos muito antes da alfabetização ou de começar a escola. Elas veem impressos em placas e outdoors, livros, revistas e jornais. Essa familiaridade com textos impressos fornece o pano de fundo para que a leitura e a escrita sejam melhor adquiridas na fase de alfabetização.

Agora, vejamos o que a música tem a ver com isso. A introdução de uma criança ao texto impresso pode ocorrer pela primeira vez em canções, cantos e rimas que são repetidas várias vezes ao longo da infância. Assim como aprendemos o alfabeto cantando o ABC, a música do alfabeto, as crianças podem reconhecer as letras e tomar consciência de sua estrutura pela música.

Uma vez que as crianças se familiarizam com esse padrão, elas podem ficar animadas para participar de leituras compartilhadas e outras experiências com a linguagem oral.

Estímulo à memória

A capacidade de não apenas reconhecer os diferentes fonemas da linguagem falada, mas também de lembrar e reconstruir a ordem dos sons em uma palavra ou sílaba é algo necessário para o aprendizado da leitura.

À medida que as crianças percebem a velocidade (rápida ou lenta), o volume (alto ou baixo) e as melodias de uma música, elas estão desenvolvendo a habilidade de distinguir os sons. Conforme essa atividade se repete, elas criam uma memória absolutamente vital para a atividade de leitura.

As canções geralmente exigem que as crianças se lembrem dos detalhes e da ordem do que é ouvido e respondam de acordo. Isso permite que elas aumentem a capacidade de organizar e dar sentido ao som, algo que também é necessário para a alfabetização.

Ampliação do vocabulário

Quem acompanha o crescimento das crianças percebe que existe a fase em que elas repetem tudo o que ouvem – mesmo quando é algo inapropriado. E boa parte desse aprendizado se dá em casa, muitas vezes durante o período pré-escolar.

Antes de conseguirem ler ou mesmo entrar na escola, as crianças confiam exclusivamente na linguagem oral que ouvem para aprender novas palavras. É aí que a música pode contribui com a aquisição do vocabulário.

Ao aprender músicas recitadas repetidamente, as palavras dessas músicas tendem a fazer parte do vocabulário das crianças. Elas aprendem a contextualizar as palavras de uma forma ritmada que ajuda na memorização. Mais tarde, o vocabulário adquirido é de grande ajuda no processo de aquisição da leitura e da escrita.

Como o Colégio Arnaldo trabalha a música na alfabetização?

No Colégio Arnaldo, estamos sempre preocupados em fazer da alfabetização um processo personalizado que atenda às necessidades e particularidades de cada aluno.

A partir de uma abordagem humanizadora, nossa equipe pedagógica orienta os alunos do ensino fundamental I em atividades extracurriculares que utilizam a música para o aprendizado da leitura e da escrita.

Nossos educadores incentivam também a participação dos pais e familiares na alfabetização das crianças, principalmente nos obstáculos que surgem no aprendizado fora do ambiente escolar.

Chegamos ao final do conteúdo e esperamos que você tenha gostado de entender melhor as vantagens da música para alfabetização. As bases para o aprendizado da leitura e da escrita começam muito antes da escola, mas é durante o ensino fundamental que esse processo é sistematizado e que métodos com a música podem contribuir de forma eficaz.

Para conhecer mais sobre os nossos diferenciais, acesse o site do Colégio Arnaldo e entre em contato com a gente. Esperamos por você!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.