Você sabe o que faz um orientador educacional? Trata-se de uma profissão pouco conhecida, mas que tem grande importância nas escolas e na formação dos estudantes. A pessoa que ocupa esse cargo faz parte da equipe de gestão, trabalhando em contato direto com alunos e professores. Também, é responsável pela relação com os familiares dos estudantes e com a comunidade.

Diferente do professor, o orientador educacional não tem foco em uma disciplina específica. Sua formação precisa ser em pedagogia ou pós-graduação em orientação educacional. Assim, a atuação prioriza o processo de aprendizado e os valores que a escola pretende desenvolver. Contudo, apesar de ser muito importante, são poucas as instituições de ensino que contam com esse profissional.

Quer saber mais sobre o papel desse profissional para o ensino? Continue a leitura e saiba qual a importância de ter um orientador educacional na escola.

Melhora na elaboração do projeto político-pedagógico

O projeto político-pedagógico da escola (PPP) é um instrumento elaborado pela instituição, que tem o objetivo de definir quais são os princípios que regem a sua proposta de ensino. Ele é muito importante e segue algumas leis e diretrizes nacionais em sua formulação.

Entretanto, cada escola tem a liberdade de desenvolver o seu próprio projeto. Isso permite que a instituição considere as suas necessidades e desejos para a formação e desenvolvimento das habilidades dos estudantes.

O orientador educacional, como um membro da equipe que participa da gestão e que conhece todo o cotidiano da escola, deve participar da construção e adaptações do PPP. Suas contribuições garantirão que sejam considerados o bem-estar e a educação de qualidade para os estudantes.

Assim, o orientador articula os interesses dos profissionais e dos estudantes, além de precisar considerar as demandas da sociedade. Com a colaboração desse profissional, o PPP fica muito mais coerente com a realidade prática da instituição, além de buscar uma constante conexão com as ações que são realizadas.

Participação nas adaptações curriculares

A escola precisa sempre alterar o seu currículo para atender às demandas dos alunos e da sociedade. Isso é importante para que ela se mantenha atualizada e eficiente, o que faz com que o trabalho melhore constantemente. Essa também é uma atribuição do orientador educacional, que percebe quais são os pontos que precisam ser aprimorados.

Da mesma forma, ele propõe adaptações curriculares para alunos que tenham necessidades especiais. É o caso, por exemplo, daqueles que apresentem dificuldades de aprendizagem, alunos surdos ou cegos, aqueles que tenham problemas relacionados à mobilidade, entre outras condições que interfiram na sua forma de aprender.

Nesse sentido, é função do orientador encontrar a melhor maneira de oferecer inclusão a esses alunos e permitir que tenham uma vivência escolar plena. Isso engloba tanto as aulas quanto o espaço físico do colégio, além da convivência entre os estudantes. Isso é também uma forma de ensinar sobre diversidade, respeito e consciência cidadã.

Encaminhamento de casos aos profissionais específicos

Como o orientador educacional está em contato direto com os alunos e os professores, ele pode observar quando existe algum problema que mereça atenção especial. Assim, é capaz de indicar a necessidade de procurar o atendimento especializado em alguma área, a partir de sua perspectiva pedagógica.

Nesse sentido, cabe destacar que o profissional não é responsável por fazer diagnósticos ou prescrever tratamentos de nenhuma espécie. Sua função é perceber as necessidades apresentadas pelos alunos e também pelos profissionais da instituição e, com isso, sugerir que recebam o acompanhamento adequado.

Mediação de conflitos

O orientador educacional pode ajudar na solução de conflitos de todos os tipos. Como já foi dito, ele precisa conhecer bem o projeto político-pedagógico da escola, para compreender quais são os valores mais importantes para a instituição.

Assim, caso aconteça algum problema entre alunos, profissionais ou com a família e a comunidade, o orientador educacional saberá como agir. Quando a escola pode contar com a ajuda desse profissional, as chances de que as divergências se tornem conflitos mais graves é reduzida. Como ele está sempre pronto para ouvir as partes, pode aconselhar sobre as melhores atitudes a serem seguidas, de acordo com o que a instituição espera.

As escolas que contam com um profissional nesse cargo, também, têm menos chances de ter casos de bullying. Isso porque, quando existe alguém com formação pedagógica com um contato mais próximo com os estudantes, é mais fácil identificar algum problema de relacionamento entre colegas desde os primeiros sinais.

Auxílio em problemas de aprendizagem

O professor precisa lidar com a matéria específica, o programa de ensino e o aprendizado de toda a turma. Como o orientador educacional não tem essa função, ele consegue acompanhar, com mais cuidado, os estudantes com dificuldades específicas.

Com essa possibilidade de apoio de um profissional da educação, fica mais fácil perceber problemas de aprendizado que merecem uma atenção médica e, conforme já mencionado, indicar o acompanhamento especializado.

O orientador pode ajudar, oferecendo sugestões de diferentes metodologias de ensino para o professor. Também auxilia ao oferecer suporte àquele aluno que, talvez, só precise de outra forma de explicação para compreender as matérias que tem mais dificuldade.

Dessa maneira, é importante que o orientador tenha por objetivo promover o melhor ensino, mas, também, encontrar soluções criativas, em contato com toda a comunidade escolar, para que o aprendizado seja algo prazeroso e enriquecedor.

Acompanhamento do progresso dos alunos

Como apresentado no tópico anterior, o orientador auxilia nas dificuldades que os estudantes podem ter com o aprendizado. Da mesma forma, ele avalia quais os procedimentos adotados se mostram eficazes e o que pode ser feito para melhorar o ensino que é oferecido.

Assim, fica mais fácil de perceber as dificuldades individuais, da turma ou da escola e quais são as propostas mais efetivas para aquela instituição. O profissional consegue fazer isso integrando a comunidade escolar e os pais, o que faz com que as decisões sejam as mais acertadas para todos.

Com isso, também se previne o fracasso escolar, uma vez que se tem um acompanhamento cuidadoso da resposta às metodologias adotadas, bem como propostas de atividades que possam ter resultados positivos.

O orientador educacional pode, dessa maneira, melhorar o ensino como um todo, além de motivar os estudantes. Nesse sentido, deve ouvir pais, alunos e professores, para saber quais são as melhores maneiras de se trabalhar. Tudo precisa ser feito a partir diálogo e do respeito, em prol do melhor ensino e desenvolvimento para os alunos.

Estímulo ao autoconhecimento dos estudantes

A partir do contato mais próximo com os estudantes e da ajuda oferecida em suas dificuldades escolares, são estimulados o autoconhecimento, a confiança na própria capacidade e a autonomia. Os alunos conseguem perceber que são capazes de ter um bom desempenho e recebem a ajuda que precisam para superarem suas dificuldades.

Com isso, as relações escolares, em sua totalidade, podem ser melhores. Quando os alunos e os profissionais se sentem amparados, ouvidos e compreendidos, conseguem realizar as suas tarefas na instituição com mais prazer e dedicação. Isso também ajuda a desenvolver a empatia nos estudantes, o que faz com que exista muito mais colaboração e espírito coletivo, tanto na escola quanto em casa.

Garantia do cumprimento dos valores escolares

Toda instituição de ensino tem os valores que deseja inspirar em seus estudantes e profissionais. Quando os pais procuram o melhor lugar para matricular os filhos, desejam que ele esteja alinhado com o que a família acredita. Para isso, buscam conhecer a missão adotada pela escola e o que ela pretende transmitir para os alunos.

A presença do orientador educacional na instituição é importante para garantir que esses valores definidos sejam cumpridos. Ele observa a ação dos profissionais e dos estudantes, e aconselha sobre as melhores maneiras de assegurar o respeito àquilo que a instituição considera importante.

Uma escola que tenha valores morais bem definidos e que se esforce para que sejam cumpridos, oferece à família a tranquilidade de saber que os filhos terão uma formação que reforce o que aprendem em casa. Dessa maneira, eles crescem mais responsáveis, com respeito ao próximo e consciência cidadã.

Melhora na comunicação entre escola e família

Para um ensino de qualidade para crianças e adolescentes, é importante que a família participe do cotidiano escolar e tenha uma boa relação com a instituição. O profissional responsável pelo serviço de orientação educacional tem o compromisso de aproximar a família da educação escolar dos filhos.

É importante compreender que o trabalho da orientação educacional não é de apenas acolher as dúvidas e dificuldades dos estudantes e funcionários, mas da família também. Assim, é possível garantir a transparência sobre o que acontece dentro da instituição e buscar sempre as melhores formas de promover o aprendizado e o crescimento em conjunto.

Essa proximidade entre a escola e a família é muito importante, pois ajuda a compreender as transformações pelas quais os jovens passam. As mudanças fazem parte da formação e quando os adultos que participam desse processo estão em sintonia, o desenvolvimento é mais tranquilo. Ele pode promover reuniões, encontros, palestras e outras ações que aproximem a família e a escola.

Como vimos, o orientador educacional faz uma grande diferença no ensino escolar. Sua presença ajuda a melhorar as relações internas e a garantir a boa aprendizagem. Por isso, é interessante procurar uma instituição de ensino que conte com esse serviço, o que permite o bom contato entre a família e a escola, além de fazer com que os estudantes se sintam acolhidos e mais confiantes. O trabalho realizado tem como prioridade o crescimento global e a superação das dificuldades, por meio da união.

O aprendizado de idiomas também é muito importante para o desenvolvimento dos jovens. Você conhece a metodologia International School? Entenda melhor como ela funciona e quais as vantagens de escolher uma escola que conte com essa proposta.

Powered by Rock Convert