sono na adolescência

Sono na adolescência: por que os adolescentes têm mais sono?

Você, que tem filhos adolescentes, sabe que eles dormem mais tarde que as outras pessoas da casa e, normalmente, têm dificuldade para sair da cama cedo — pelo menos a maioria deles tem os horários alterados. Isso acontece por alguns motivos, como o atraso do relógio biológico, que modifica o sono na adolescência. 

Uma noite mal dormida ou que não cumpra as horas de sono necessárias para que o corpo do adolescente se desenvolva de forma saudável pode trazer prejuízos no rendimento diário. A disposição para as tarefas escolares é menor e até a interação com colegas e familiares pode ser afetada. 

Entenda, neste post, o que interfere no sono na adolescência e quais os possíveis impactos no dia a dia dos jovens! 

Por que os adolescentes sentem tanto sono? 

Temos a impressão de que os adolescentes sentem mais sono que o normal, porque vemos que eles tendem a acordar tarde e passam o dia sonolentos. Claro que isso tem relação direta com o horário em que vão dormir, visto que muitos deles adormecem só de madrugada. 

O que nem todos sabem é que os adolescentes não retardam seu horário de dormir apenas porque ficam entretidos com jogos, filmes, séries e redes sociais. Acontece que eles, biologicamente, demoram mais a sentir sono. 

Sabe por que isso ocorre? A explicação está nas alterações hormonais da adolescência. O hormônio melatonina, responsável por preparar o corpo para o sono, passa a ter seu pico de concentração mais tarde, alterando o ciclo circadiano, isto é, atrasando o relógio biológico. 

A utilização excessiva de eletrônicos, especialmente perto da hora de dormir, também desfavorece o sono na adolescência, pois aumenta o estímulo cerebral e prorroga o período de vigília. 

Vale deixar claro que, como ainda estão em fase de desenvolvimento, o corpo e o cérebro dos adolescentes precisam de aproximadamente 8 a 10 horas de sono por noite. 

Qual a importância do sono na adolescência? 

O sono na adolescência é fundamental para o crescimento ósseo e muscular, para o fortalecimento imunológico e para o amadurecimento cognitivo. Também é benéfico para a saúde mental e para o desenvolvimento das habilidades socioemocionais

O hábito de noites mal dormidas pode trazer prejuízos em várias esferas da vida do adolescente, incluindo: 

  • alterações na cognição, como déficit de atenção e concentração; 
  • baixo desempenho escolar
  • sonolência excessiva durante o dia; 
  • fadiga crônica; 
  • nutrição inadequada, já que também afeta os horários das refeições; 
  • sintomas de depressão, como irritabilidade, apatia e desânimo; 
  • ansiedade; 
  • problemas interpessoais, por se tratar também de uma fase de intensa socialização. 

Como os adolescentes podem melhorar sua rotina de sono? 

É importante que os pais fiquem de olho na rotina de sono dos filhos e saibam identificar se está insuficiente ou em excesso, afetando de algum modo a produtividade deles durante o dia. Caso você note problemas — ou mesmo para evitá-los —, converse e dê algumas dicas que podem ajudar a dormir mais cedo, como: 

  • evitar o uso de celular antes de dormir; 
  • ler um livro; 
  • criar um horário de rotina para dormir e acordar; 
  • não tirar cochilos de mais de 20 minutos durante o dia; 
  • fazer exercícios físicos. 

Melhorar o sono na adolescência traz benefícios à saúde física e mental, favorecendo um desenvolvimento saudável. Além disso, os bons hábitos criados ainda nessa fase serão levados para a vida de adulto, repercutindo positivamente de várias formas. 

Essas informações foram úteis? Curta nossa página no Facebook e acompanhe conteúdos atualizados! 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.