tensão pré enem

Como lidar com a tensão pré-Enem? Conheça 7 formas eficazes!

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) se tornou uma das principais formas de ingresso no ensino superior brasileiro. Afinal, embora a prova seja longa e cansativa, sua realização pode até eliminar o desgaste de prestar várias etapas de vestibulares diferentes. As melhores faculdades do país já utilizam a nota como facilitadora do processo.

Mas não dá para negar que esse é um período bem estressante para os jovens. A responsabilidade de conquistar uma nota boa leva à tensão pré-Enem. Como resultado, eles cedem à ansiedade, prejudicando os estudos e deixam de confiar em seu potencial.

Quer ajudar seu filho a lidar com a tensão pré-Enem? Confira as dicas deste post!

1. Demonstre apoio

O primeiro cuidado é se mostrar presente na vida de seu filho. Mesmo com uma rotina de trabalho corrida, separe ao menos um tempo por dia para conversar, trocar ideias e até distrair a mente com a família. Considere que essa fase pré-Enem e pré-vestibulares é bem tensa para os jovens.

Muitos deles têm receio não somente quanto à aprovação. Eles também têm medo de escolher a profissão errada e, em alguns casos, de decepcionar os pais. Quando você demonstra apoio e está ao lado do seu filho nas decisões, esse sentimento pode ser amenizado ou dissipado.

Vale ter cuidado também com a abordagem nesses diálogos. É possível que o jovem interprete de maneira equivocada o seu apoio, entendendo-o como uma cobrança –– o que só serve para aumentar a tensão. Então, incentive a sinceridade e se coloque como um parceiro mesmo.

2. Proporcione momentos de lazer

Se você percebe aquele temor de não passar no Enem, talvez seja a hora de investir nos momentos de lazer com seu filho –– algo que o distraia dessas preocupações. Vale de tudo, desde que a atividade seja proveitosa para o jovem. Assistir a um filme ou série, investir nos jogos de tabuleiro e preparar refeições juntos são alguns bons exemplos.

Para aliar essa diversão aos estudos, também vale indicar alguns canais do YouTube com conteúdos sobre disciplinas da escola. Assim, seu filho terá mais uma forma de aprender, muito além dos livros didáticos. Como os vídeos têm uma linguagem próxima da que estão acostumados, vão se motivar a buscar o conhecimento.

3. Ajude a organizar as atividades

Existem diversas estratégias de estudo para otimizar a produtividade. Tudo isso começa com um bom planejamento. Se notar que seu filho tem dificuldade para se organizar com as atividades, dê sugestões de como ele pode agir. Apresente o cronograma e auxilie na criação dessa rotina.

Em vez de organizar tudo, fazer a gestão de tempo e entregar um cronograma pronto, convide-o a participar. Afinal, ninguém melhor que seu filho para entender os momentos em que é mais produtivo, o período em que consegue se concentrar para as matérias complicadas e assim por diante. Aproveite essa oportunidade para conhecer a rotina dele e estreitar os laços familiares.

4. Ensine técnicas de respiração

Uma das principais técnicas para aliviar a ansiedade é trabalhar a respiração. Quando uma pessoa respira lentamente, diminui a frequência dos batimentos cardíacos e, consequentemente, relaxa o corpo. Mas isso não serve somente para aqueles momentos de estresse pré-Enem, sabia?

Adotar a respiração correta como hábito melhora o funcionamento do organismo no longo prazo também. Então, pode ser uma prática para investir com seu filho. Convide-o para esse momento de relaxamento pelo menos uma vez por dia, explicando que o ritual é benéfico para a rotina de estudos.

5. Sugira aplicativos de meditação

Assim como é possível estudar pelo celular e até usar o aparelho como motivação para seu filho, também dá para usar os aplicativos para favorecer a mente. Com a meditação, é possível aumentar a concentração e diminuir o estresse cotidiano, além de reduzir a ansiedade.

A arte de esvaziar a mente por alguns momentos e se concentrar somente em si mesmo é tranquilizadora. Por outro lado, garante ânimo para o retorno aos estudos. Seu filho pode ter alguma dificuldade no começo, principalmente se tiver um perfil agitado. Diante disso, mostre as vantagens da prática e, mais uma vez, demonstre apoio.

6. Incentive os cuidados com a saúde

Além dos cuidados com a mente, é preciso manter o corpo saudável para garantir ânimo e disposição para os estudos. Nesse sentido, praticar atividades físicas é essencial. Pode ser uma caminhada leve ao menos 30 minutos por dia ou algum esporte da preferência de seu filho –– o importante é não ficar parado.

Para aproveitar as dicas de aplicativos, existem muitas opções no mercado que usam a gamificação para incentivar esse movimento. A contagem de passos, qualidade do sono e gasto energético são alguns dos indicadores presentes neles. É possível até mesmo iniciar competições entre amigos, motivando esses hábitos saudáveis.

A alimentação é outro projeto que vocês podem incluir na rotina da família. Evitar produtos gordurosos e refeições pesadas ajuda no rendimento em qualquer atividade posterior, em especial nos estudos. Comer em grande quantidade antes de dormir também impacta negativamente o sono, o que interfere na produtividade do dia seguinte.

7. Busque um psicólogo

Por último, caso você note que seu filho não oferece muita abertura a seus conselhos ou o nível de ansiedade está alto demais, vale a pena consultar um psicólogo. Esse profissional vai ajudá-lo a entender o que é esse momento pelo qual está passando e oferecer as orientações necessárias para superá-lo.

Mais importante, é uma pessoa de fora do ciclo familiar incentivando-o a valorizar os próprios esforços. Esse pode ser um trabalho conjunto, em que você dá o suporte dentro de casa e o profissional reforça a prática, levando autoconhecimento ao jovem.

A tensão pré-Enem é comum entre os candidatos. Além de prejudicar os estudos, pode afetar a vida pessoal do jovem, que fica mais ansioso e tende a se cobrar demais para compensar a falta de produtividade. Para ajudar seu filho, considere as dicas deste artigo e, sobretudo, seja presente nesse momento para o que ele precisar. Lembre-o sempre de confiar no próprio potencial.

Quer mais sugestões para seu filho se dar bem nas provas de vestibular? Então, continue conosco e entenda qual é a importância de fazer simulados na preparação para o Enem.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.